OPERAÇÕES E ENTREGAS NORMALIZADAS! FRETE GRÁTIS NAS COMPRAS ACIMA DE R$400,00 PARA A REGIÃO SUDESTE.

 

AS VINÍCOLAS

Conheça um pouco mais sobre as vinícolas que produzem os rótulos que amamos!

 

SARDENHA

AZIENDA AGRICOLA ANTONIO MELE

Nascido em Mamoiada, um pequeno território "grande" de Cannonau. A fazenda Antonio Mele, totalmente administrada por uma família, é administrada por dois irmãos Antonio e Salvatore. Embora nossa história seja muito recente, em casa o ar da terra e do vinho sempre foi respirado. Nossa filosofia é completamente natural, deixamos a natureza seguir seu curso em todas as etapas do processo de produção. Trabalhamos nossas uvas completamente, da terra, à vinha, às uvas, ao vinho, à garrafa. É por isso que pretendemos crescer sem pressa, dando o tempo necessário para todas as etapas.

instagram @cantina_antonio_mele
 

 

ARGIOLAS

Antonio Argiolas fundou a Vinícola no final dos anos 30. Por décadas, ele a fez crescer e continuou presente mesmo quando passou o bastão para seus filhos. Hoje, seus netos, a terceira geração da família, trabalham aqui. 

www.argiolas.it | instagram @argiolaswinery

 

 

CANTINA SANTA MARIA LA PALMA

MEIO SÉCULO DE GRANDES VALORES E VINHO DOC DA SARDENHA.

Tudo começou em 1946, nas terras de Nurra, recuperado e entregue aos camponeses após a Reforma Agrária que afetava a Sardenha no período imediato do pós-guerra. Mãos experientes e corajosas, capazes de capturar a alma de um território que parece ser feito para vinho. Foi assim que cem deles decidiram se tornar membros e, juntos, fundaram a Cantina Santa Maria la Palma. É 1959.

Hoje, o passado e o futuro se encontram, vivendo naturalmente um no outro, em todas as novas tecnologias e em todos os projetos realizados pela Vinícola, filhos de uma tradição que sempre combinou inovação e amor por sua terra. 700 hectares de terra, explorados para dar vida às diferentes e profundas nuances do vinho da Sardenha, com a mesma paixão e a mesma dedicação ao trabalho da época e com as melhores tecnologias de hoje.

A busca pela qualidade é o fio vermelho desta história: selecionar métodos e técnicas para obter as melhores uvas, aproveitar ao máximo nossa terra, protegê-la, para estar todos os dias no auge de nossos clientes, no nível daqueles que iniciaram o processo. jornada da Adega e daqueles que a continuarão.

www.santamarialapalma.it/ | instagram @santamarialapalma | facebook.com/santamarialapalma/

 

 

CANTINA SOCIALE DI DOLIANOVA

70 anos de história, 3000 de tradição.

O nome Dolianova, na Sardenha, sempre esteve associado à produção de vinhos de qualidade. Nesta área, os primeiros testemunhos da cultura do vinho são ainda milenares, como dizem os achados nurágicos (jarros, prensas) encontrados na área. A Cantine di Dolianova nasceu em 1949 para continuar e aprimorar essa tradição. Naqueles anos, em uma Sardenha ainda muito atrasada, profundamente diferente da atual, um grupo de viticultores se reuniu em uma cooperativa para tentar explorar melhor o fruto de seus próprios esforços, dando uma força comum ao comprometimento dos indivíduos. O álbum da família Cantine está cheio de imagens que contam essa história e mostram a evolução da Cooperativa. As fotos das safras, as garrafas históricas, os primeiros prêmios conquistados. Os rostos daqueles tempos se sobrepõem aos de hoje, porque muitas vezes os membros das Adegas são filhos e netos dos primeiros fundadores. Há quase 70 anos é fácil transmitir os valores das Adegas de pai para filho: amor pela terra, paixão pela vinha, o compromisso de melhorar sempre, tentando produzir um vinho de qualidade superior. Hoje, como então, trabalhamos para dar a quem ama nossos rótulos toda a qualidade das melhores uvas da Sardenha. Muitos anos de história nos ensinaram que a qualidade não pode ser improvisada. A Cantine di Dolianova está pronto para olhar para o futuro, com a força e a consciência de quem pode se orgulhar de 70 anos de história; e com a sabedoria de um território que tem 3.000 anos de tradição vinícola.

www.cantinedidolianova.it/ | instagram @cantinedolianova | facebook.com/cantinedidolianova

 

 

CANTINE DI ORGOSOLO

Está localizado na entrada da cidade, para quem vem de Nuoro. Feito com novas técnicas de concepção, materiais e equipamentos, é muito funcional e adequado para operações de processamento e para receber convidados que desejam provar os vinhos da adega. As uvas colhidas manualmente em diferentes épocas chegam à adega dentro de pequenas caixas, após a triagem para uma seleção adicional dos cachos, a seguir aos já realizados na vinha, são transportados para dentro da máquina de trituração onde ocorre, de maneira suave , o desprendimento das bagas dos caules e sua prensagem. As uvas prensadas são transferidas para os produtores de 50 hl, onde, após a adição de doses muito pequenas de metabissulfito (5 gramas / q.le), começa a fermentação por leveduras nativas. Um controle cuidadoso da temperatura é realizado durante a fermentação. É dada a mesma atenção ao bombeamento e ao soco, para que a massa de bagaço e mosto seja exposta à oxigenação correta. Tudo segue um caminho natural, a duração da fermentação varia de 2 a 3 semanas, após o que prosseguimos com a retirada e subsequente esmagamento da bagaço. Após uma primeira estante, os mostos, de acordo com seu valor, são transportados dentro de recipientes de aço inoxidável, concreto ou madeira. Os vinhos são comercializados após um descanso adequado na garrafa, que pode durar de 3 a 12 meses.

www.cantinediorgosolo.it | instagram @cantinediorgosolo | facebook.com/cantinediorgosolo/

 

 

GIUSEPPE SEDILESU

A empresa é familiar com Giuseppe e Grazia, agora com mais de setenta anos, que foram os iniciadores e seus três filhos. Antonietta casou-se com Emilio, Francesco com Rosa e Salvatore com Mariella com suas respectivas famílias, 13 filhos no total, que seguem a empresa. Nossa vinícola nasceu há 35 anos com a compra do primeiro hectare de vinhedo. Durante anos, produzimos vinho a granel que vendemos nos países vizinhos. Porém, no ano de dois mil, com a passagem da atividade para nós, crianças, pensamos em tentar engarrafar nosso Cannonau, para ver se esses perfumes e sabores, que fazem parte de nós, incorporados desde a infância, poderiam ser apreciados em um segmento de mercado de alta qualidade. Nestes dez anos, dobramos a base de produção, construímos a nova vinícola e estamos nos preparando para iniciar as atividades de agroturismo e enoturismo. Fazemos parte do conselho de administração do Consórcio para a Proteção do Cannonau DOC da Sardenha e da Rota do Vinho Cannonau, que agora está dando seus primeiros passos.

www.giuseppesedilesu.com/it/ | instagram @cantinasedilesu

 

 

QUARTOMORO DI SARDEGNA
Quartomoro di Sardegna nasceu como uma adega didática de Piero Cella, substrato experimental e de pesquisa do enólogo; destaca-se como uma fábrica de idéias, experiências em viticultura e enologia da Sardenha. O entrelaçamento das relações profissionais e sociais produz uma série de produtos derivados das uvas, que visam ser os marcos da produção da Sardenha. O vínculo emocional, o compartilhamento de experiências e emoções ligadas ao enoturismo, a longas caminhadas entre as vinhas, a vinhos saudáveis ​​e degustações de espumante são experiências que nos levam a realizar um pequeno sonho ... É claro, acreditar nele seriamente e iniciar o processo. tudo tem sido, e continua sendo, dia após dia, um desafio difícil, mas várias coincidências significaram que estava na hora de empreender o negócio e criar a Quartomoro di Sardegna, uma microempresa em evolução. Quartomoro da Sardenha quer ser um entrelaçamento de vidas, experiências e culturas, bem como o local onde nasce: Arborea, testemunho vivo da sinergia entre sardinha e continentalidade, e Sardenha, terra com uma das biodiversidades mais interessantes da Europa . Nossa esperança é produzir vinhos de expressão de nossa terra da Sardenha. Com essa intenção, nos comprometemos todos os dias, tentando trabalhar da melhor maneira possível, com mínima intervenção na vinha e na adega, respeitando os processos naturais.

www.quartomoro.it/ | instagram @quartomoro | facebook.com/quartomorodisardegna

 

 

TENUTE PERDARUBIA (VELMER SOCIETÀ AGRICOLA)

Perda Rubia nasceu em 1949 a partir de uma idéia do comm. Mario Mereu, que, entre os primeiros na Sardenha, sente o potencial da tradicional variedade de uva Cannonau, cultivada na área de Ogliastra desde os tempos antigos. O vinho Perda Rubia, produzido na histórica vinícola Cardedu, tanto com uvas próprias quanto com uvas produzidas por agricultores locais, é rapidamente apreciado mesmo fora da ilha, conquistando o centro das atenções internacionais. Renato Mereu, filho de Mario, continua o negócio da família, estabelecendo novas vinhas em 1971 com a aplicação de uma série de inovações de cultivo técnico que a partir de então constituirão a marca registrada da empresa. O Perda Rubia, de fato, o único desse tipo, agora é produzido "com pureza" a partir de uma única videira Cannonau em "franco franco", portanto não enxertado em uma videira americana. Em 2014, o bastão passou para a terceira geração da família Mereu, que iniciou um importante trabalho de renovação e revitalização com a introdução do novo selo Naniha, com o objetivo de apresentar Cannonau "com pureza" nos novos mercados internacionais, respeitando métodos tradicionais de processamento, transmitidos durante os setenta anos de atividade. Hoje, a empresa possui cerca de 600 hectares de superfície, todos cultivados organicamente, dos quais 20 hectares são destinados a vinhedos e o restante para olivicultura, silvicultura e cultivo de cereais antigos. O logotipo da empresa, presente em todos os produtos, é a evolução do histórico rótulo de vinho Perda Rubia que, reformulado e estilizado, lembra o design de um antigo tecido da Sardenha, de propriedade da família há muito tempo.

www.tenuteperdarubia.com | instagram @tenuteperdarubia